Dieta Paleo e Low Carb

Meus amores,

Já tem tempo que muitas pessoas me questionam em relação a minha alimentação. Porque? Porque na maioria dos pratos fotografados e postados no instagram não aparece carboidrato. Com isso ficam me perguntando se faço dieta low carb, se não como carboidrato hora nenhuma, como eu sobrevivo, como eu aguento, enfim…

Para ver o vídeo sobre dieta paleo e low carb é só clicar aqui embaixo!

Como esse assunto é bem polêmico, vamos por partes. Ok?

1ª coisa: Não gosto de denominar minha “dieta” de paleo ou lowcarb, pois não considero uma dieta e sim um estilo de vida. Com isso, não preciso dar um nome pra isso. Como o que eu amo e não me coloco regras. O que acontece é que essas denominações paleo e low carb acabam se assemelhando muito com o meu estilo de vida, então existe essa identificação.

2ª coisa: Eu consumo carboidratos SIM! Só que não os que as pessoas estão acostumadas a reconhecer como carboidrato, como o famoso arroz, trigo, cereais, biscoitos… As fontes de carboidratos que utilizo são as vindas dos legumes, verduras, algumas frutas de baixo índice glicêmico e poucos tubérculos.

3ª coisa: Em que horário eu consumo? Como carboidratos em horários estratégicos, de acordo com o meu objetivo e estilo de vida {trabalho, academia, estudo, sono…} Geralmente esses horários são: pré-treino para dar energia, pois meu objetivo é ganho de massa; pós-treino para repor o glicogênio muscular e fazer com que minha massa aumente; antes de dormir para me dar energia para o treino da manhã seguinte e também para a qualidade do sono {isso quando o treino do dia seguinte é de inferiores}.

4ª coisa: Porque eu optei por “cortar” os carboidratos? Os carboidratos refinados, de alto índice glicêmico como o arroz branco, a batata inglesa, o trico e outros, elevam a nossa insulina. Quanto mais alta a insulina, menos gordura você queima e mais gordura você armazena. Uma dieta low carb {com baixo índice de carboidratos} atua, entre outras coisas, atua mantendo a insulina do indivíduo mais baixa. Insulina baixa favorece a lipólise (uso, ou “queima”, da gordura).

5ª coisa: Porque optei por esse tipo de dieta? Sempre procurei ter uma alimentação saudável, mas nunca conseguia chegar no meu objetivo que era ficar mais sequinha e definida. Isso porque sempre gostei de comer em quantidade, então mesmo me alimentando bem, acabava engordando, pois consumia uma quantidade maior de carboidratos como o arroz integral, aveia, batata doce… Enfim, eu acaba excedendo e ficava bem inchada.

Em setembro de 2015, quando realmente resolvi mudar meus hábitos alimentares e procurar uma forma de chegar no meu objetivo, me deparei com vários estudos falando sobre dieta paleo e low carb, onde eram priorizados os vegetais, gorduras boas, proteínas e frutas com baixo índice glicêmico. No início não me imaginava sem o arroz e o trigo, mas como já havia tentando de tudo e nada funcionava, resolvi tentar.

img_20160831_074739

Minha experiência: Desde o início da “dieta” eu me senti muito bem. Não me sentia fraca,  muito pelo contrário. Como a dieta prioriza os vegetais, eu sempre comi muuuuitos e me sentia saciada por bastante tempo. Alias, até bem mais do que quando comia carboidratos. Esse foi o principal motivo pela minha paixão por esse estilo de vida.

Não precisamos contar calorias e nem ficar comendo em porções minúsculas. Podemos comer um prato gigante de salada com muitas verduras, legumes, uma boa porção de proteína e se tiver uma gordura natural do alimento, não precisamos retirar. Com isso, comecei a criar receitas para inserir esses alimentos nas minhas refeições durante o dia e nasceu o “Vibes Naturebas”.

No início confesso que foi estranho comer brócolis e espinafre no café da manhã, por exemplo, mas depois passei a não conseguir mais viver sem eles. {Ah, não é obrigatório usar vegetais em todas as refeições. Gosto de usar pra aumentar a saciedade.}.

IMG_20160719_214908.jpg

Como é estruturada a dieta low carb e/ou paleo?

As pessoas que praticam essa dieta ou tem isso como um estilo de vida {como eu}, costumam:

1) Cortar açúcar;

2) Eliminar grãos {especialmente trigo e soja};

3) Evitar raízes {“tubérculos”, em especial batatas} se você precisa perder muito peso {caso contrário, não};

4) Optar por comida de verdade;

5) Não consumir gorduras artificiais {margarinas} e evitar as refinadas {óleos extraídos de sementes};

6) Perder o medo da gordura natural dos alimentos;

O que comer na dieta low carb/ paleo?

Coma: carne, peixes, ovos, vegetais que cresçam acima do solo {um pouco de cenoura ou beterraba ralada é tranquilo} e gorduras naturais {como coco, azeite de oliva, manteiga}.

Evite: açúcar e alimentos com amido (como pão, massas, arroz e batatas). Evite especialmente os derivados de trigo.

*fonte: Blog do Doutor Souto – maior referência no assunto no Brasil

img_20160808_121213img_20160622_205806Espero que tenham gostado da dica! =) Se quiserem ver mais dicas e ficarem por dentro de tudo, sigam o instagram do Vibes Naturebas no @vibesnaturebas, vejam todas as receitinhas em versão resumida na #receitasvibesnatureba e acompanhem o canal do YouTube e o snapchat “rebecapires” ♥img_20160811_214414

Espero que tenham gostado da dica! =) Se quiserem ver mais dicas e ficarem por dentro de tudo, sigam o instagram do Vibes Naturebas no @vibesnaturebas, vejam todas as receitinhas em versão resumida na #receitasvibesnatureba e acompanhem o canal do YouTube e o snapchat “rebecapires” ♥

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s